VOLTAR

Flona de Silvânia fortalece conservação de espécies do cerrado, mostra pesquisa

ICMBio - www.icmbio.gov.br
Autor: Izabela Ribeiro
10 de ago de 2009

Recentes pesquisas realizadas na Floresta Nacional (Flona) de Silvânia (GO), que servirão para subsidiar o plano de manejo, mostram que a unidade de conservação cumpre papel importante na preservação da fauna do cerrado. Foram registradas duas novas espécies na região, sendo uma de anuro e uma de lagarto.

A ocorrência desse lagarto representa uma ampliação em sua distribuição de aproximadamente 800 km em relação à sua localidade-tipo. Dentre os grupos pesquisados destaca-se a herpetofauna (répteis e anfíbios), que já vem sendo estudada desde 2008.

Os dados indicam que, apesar de se tratar de uma unidade de conservação pequena, com 466,55 hectares, a região abriga uma grande diversidade de anfíbios e répteis. Assim a Flona Silvânia exerce um importante papel na conservação da biodiversidade do cerrado brasileiro.

No presente estudo foram registradas 26 espécies de anuros, divididas em 8 famílias (Brachycephalidade, Bufonidae, Cycloramphidae, Hylidade, Leiuperidae, Leptodactylidae, Microhylidae e Strabomantidae), e 24 espécies de répteis, distribuídas em dez famílias (Anomalepididae, Boidae, Colubridae, Elapidae, Gymnophthalmidae, Polychrotidae, Scincidae, Teiidae, Tropiduridae, Viperidae).

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.