VOLTAR

Etnólogo denuncia genocídio no Brasil

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
23 de set de 1977

O etnólogo suíço René Fuerst, que participa da Conferência sobre a Discriminação dos Povos Aborígenes, da ONU, acusou ontem os Estados Unidos e o Brasil de praticarem o genocídio contra os povos indígenas. Além disso, o ex-ministro do Interior, general Afonso Augusta de Albuquerque Lima, defende a reorganização da Funai e a ampla reciclagem em suas políticas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.