VOLTAR

Emancipação e loteamento rejeitados pelos Tembé

Porantim
01 de out de 1981

A reportagem diz que os índios Tembé, da reserva Alto Rio Guamá, não aceitam de forma alguma a aplicação prática dos chamados "critérios de indianidade", tentativa da Funai de dimunuir a extensão das terras demarcadas através da emancipação dos índios, o que resultaria no loteamento da área, que seria dividida entre os índios, posseiros e fazendeiros. Ainda segundo a reportagem, o coordenador do Cimi-Norte II ouviu dos Tembé denúncia de que estão sendo pressionados por membros da Funai a aceitar o acordo, o orgão acredita que essa seja a única forma de resolver o conflito. A reportagem traz também o relato da solidariedade expressada por outros povos indígenas para com os Tembé.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.