VOLTAR

Deputado defende a ação dos tupiniquins

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
18 de mai de 1979

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, deputado do MDB citou o Estatuto do Índio e contestou a legitimidade dos documentos de posse da terra apresentados pela empresa Aracruz Celulose. O discurso foi assistido por indígenas Tupiniquim e Guarani, que ocupam e reivindicam a retomada da posse do referido território. Após isso, os indígenas se dirigiram ao arcebispo de Vitória para pedir-lhe apoio à luta que travam. Também foi feito um apelo à Funai por Dilton Lírio, que reivindicou que o órgão preserve e destine aos indígenas pelo menos 40 alqueires.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.