VOLTAR

De Cara com o Desmatamento

ISA, Instituto Socioambiental
30 de mar de 2008

A edição no 2054 da revista Veja, de 26 de março de 2008, com o Especial Amazônia tem como mote "A verdade sobre as queimadas e o ritmo do desmatamento". Nas páginas 110 e 111, ao destacar a cidade de São Félix do Xingu, dá destaque a um "açougueiro que também vende terras". Diz que Adebaldo Ferreira de Araújo "é também corretor de imóveis e dono de um açougue aberto noite e dia". Veja destaca que o corretor não possui títulos de propriedade das terras que vende. A revista não menciona que em 07/02/2008, foram lavrados dois autos de infração em nome de Francisco Adebaldo Ferreira Araújo, acusado de efetuar desmatamento na área da Resex do Médio Xingu.

No início de março, o Procurador da República Marco Antonio Delfino de Almeida, de Altamira (PA), deu entrada em ação cautelar com a finalidade de garantir a imediata retirada de quem não possui títulos na área onde será criada a Reserva Extrativista Médio Xingu (Saiba mais). Na ação, Adebaldo é citado nominalmente. A Polícia Federal também instaurou inquérito policial para apurar as ameaças que pessoas que se dizem proprietárias das terras onde será criada a Reserva vêm fazendo aos ribeirinhos e lideranças locais, na tentativa de intimidá-los e forçar sua saída. A ação, ainda aguardando julgamento, obriga a União e o Instituto Chico Mendes a reprimir a ação de grileiros de terras e ladrões de madeira na área da Reserva Extrativista (Resex) do Médio Xingu. A Resex está em fase final de implantação, mas, com a demora em implantá-la, grupos de homens armados com pistolas e motosserras passaram a percorrer a região ameaçando os ribeirinhos e derrubando a mata.

Grileiros e fazendeiros são acusados pelo MPF de enviar pistoleiros para ameaçar lideranças das comunidades tradicionais da área. Ainda não há identificação dos responsáveis pelas ameaças e violência na região. Pelo menos três pessoas foram autuadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) por desmatamento ilegal dentro da área da Resex: Francisco Adebaldo Araújo (o açougueiro corretor), Alberto Alves Bilmayer e Iraci dos Santos Pereira

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.