VOLTAR

Chapada dos Veadeiros volta a fechar em decorrência de novo incêndio

Mais Goiás - http://www.emaisgoias.com.br/
19 de out de 2017

Chamas tiveram início na última terça-feira e se propagaram rapidamente com a ajuda do vento forte e tempo seco

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros volta a fechar as portas para visitação por causa de um incêndio. Desta vez, o fogo teve início na última terça-feira (17) na região do Pouse Alto, às margens da GO-118. A unidade de conservação segue sem previsão de reabertura.

Segundo o diretor do parque, Fernando Tatagiba, o fogo já consumiu uma grande área da unidade de conversação e se propagou com rapidez graças ao vento forte e o tempo seco. "Não temos o número certo, mas posso dizer que já atingiu uma área de 8 mil km2 e fechamos devido as chamas se aproximarem em uma área de camping e de trilhas para os visitantes" relata o diretor.

Equipe de brigadistas trabalham para conter as novas chamas que destrói o parque, em menos de uma semana após o parque ficar fechado durante o feriado de 12 de outubro por causa de um outro incêndio. Cerca de 50 pessoas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

"Contamos também com 10 voluntários do Grupo de Ambientalistas de Torto e duas aeronaves do Corpo de Bombeiros que ajudam jogando jatos de água em cima dos focos", destaca Fernando.

Em nota, o ICMBio informou que a suspeita é que o incêndio tenha sido criminoso, pois a área de início das chamas foi em uma região de aceiros, que funcionam como barreira para diminuir a intensidade dos incêndios. "Acreditamos também nessa possibilidade, já que o início das chamas se deu nas margens da rodovia. Qualquer produto que se jogue no mato seco, as chamas se iniciam e se propagam facilmente", destaca Fernando.

http://www.emaisgoias.com.br/chapada-dos-veadeiros-volta-fechar-em-deco…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.