VOLTAR

Carajá: degeneração e extinção de uma cultura

O Popular (Goiânia-GO)
Autor: Lucyleide Rodovalho
27 de jul de 1983

Reportagem sobre a situação dos Karajá de Aruanã, cujo modo de vida é afetado pela grande quantidade de turistas que, atraídos pelas praias do rio Araguaia e pelos produtos de artesanato indígena, visitam o município. O alcoolismo, a falta de assistência médica e o encurralamento territorial são os principais problemas enfrentados pela população indígena.
Visando uma resolução, a Funai levantou a possibilidade de transferir as famílias que vivem em Aruanã para a Ilha do Bananal.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.