VOLTAR

Voos no Pará são cancelados e passageiros alegam que não foram avisados

G1 - https://g1.globo.com
25 de mar de 2020

Azul reduziu 90% das operações. Passageiros reclamam que, além da falta de aviso, não estão recebendo qualquer auxílio da companhia.

No Aeroporto Internacional de Belém, voos foram cancelados nesta quarta-feira (25). Viagens para Macapá, Altamira, Boa Vista, Santarém e Marabá foram suspensas. Os voos são da Azul, que informou que reduziu 90% das operações por causa da baixa demanda em meio ao estado de isolamento social para proteção à pandemia do coronavírus.

Passageiros reclamam que foram surpreendidos com os cancelamentos, e ficaram sabendo da situação já no aeroporto. Além disso, há denúncias de que a companhia aérea não tem prestado qualquer apoio de hospedagem e alimentação aos passageiros que ficaram sem voo. Segundo a Azul, os voos só serão retomados no dia 11 de maio.

"Meu voo seria hoje, às 12h, e cheguei aqui e me informaram que o voo foi cancelado. Estou à deriva, não me derem qualquer outra informação. Vou ficar hospedado no aeroporto até 11 de maio porque o dinheiro que eu tinha já acabou. Na Azul, me disseram que não vão poder fazer nada por mim", protesta Rui Silva. O passageiro diz ainda que a Azul continua vendendo bilhetes no site, apesar da suspensão dos voos. "Me disseram que não vão poder fazer nada por mim. No site da Azul está normal a venda para hoje e para o dia 26, como se estivessem confirmados os voos. E o Procon aqui está fechado, eu não tenho o que fazer. Penso em alugar um carro e atravessar a Transamazônica porque eu não tenho dinheiro para ficar dois meses, quase, em hotel que é super caro".

A reportagem procurou a Latam e a Gol para checar o fluxo de voos e possíveis cancelamentos, não as companhias não se manifestaram.

https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2020/03/25/voos-no-para-sao-cancel…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.