VOLTAR

Uma luta entre índios (por trás, a Funai e os madeireiros)

O Estado (Florianópolis - SC)
Autor: CAMARGO, Jurandir
23 de nov de 1979

A venda de madeira, pela Funai e grupos econômicos, pode culminar em conflito armado entre índios Kaingang e Botocudo, e mestiços. O conflito está divido em grupos que querem a venda da madeira pela Funai e em grupos que pedem que a madeira seja vendida pelos próprios índios. A liderança favorável a venda por parte dos índios, relata que seu grupo tem sofrido ameaças e hostilizações, além de acusar associações econômicas, como a madeireira Jost, por inspirar ataques a eles. Ainda segundo seu relato, alguns índios estão abandonando a reserva e sendo obrigados a trabalhar em construções civis, frigoríficos ou como boias-frias nas lavouras da região, devido a tensão ocorrida.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.