VOLTAR

Tupiniquins acabaram, diz antropóloga

Correio Braziliense (Brasília - DF)
06 de mai de 1983

A antropóloga Lúcia Helena Soares de Melo, da Funai, sustentou ontem que os Tupiniquim, assim como os Kapinawa, constituem etnia indígenas extintas, não sendo mais possível encontrar entre os remanescentes desses grupos traços físicos, culturais ou psicossociais indígenas. Ela também defendeu que é necessário que a Funai adote novos critérios de reconhecimento étnico, pois a auto-identificação adotada hoje no Brasil é de um "romantismo extremo e insuficiente". Afirmou também que muitos grupos se dizem indígenas, atualmente, para conseguir terra e assistência por parte do órgão, devido às difíceis condições de vida enfrentadas no país.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.