VOLTAR

Tribos amazônicas preparam encontro oficial em Quito

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
02 de abr de 2003

Indígenas de nove países discutirão os problemas que ameaçam a paz na região

Dirigentes indígenas de toda a Amazônia têm reunião marcada a partir do próximo fim de semana na capital do Equador para analisar a situação das tribos e as ameaças à paz na região. A Coordenação de Organizações Indígenas da Cuenca Amazônica (Coica), com sede permanente em Quito, indicou ontem em um comunicado que prevê a participação de de representantes de mais de 400 comunidades nativas que habitam a Amazônia.

As principais organizações indígenas dos nove países da região - Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Peru, Suriname e Venezuela - compõem a organização da Coica, que pretende discutir, entre 7 e 11 de abril, os principais problemas que afetam os cerca de 1,5 milhão de índios que vivem na região.

"A paz nesta região, rica em recursos naturais (petróleo, madeira, minerais, biodiversidade e água) e cobiçada em razão dos muitos interesses envolvidos, é um dos temas centrais do encontro", assinalou um comunicado oficial da Coica. Segundo a organização, as tribos "não querem que se agrave sua já difícil situação com a intervenção militar na zona, promovida pelos governos colombiano e norte-americano".

No encontro, será revisada a Agenda Indígena Amazônica, que promove o desenvolvimento social e cultural dos povos da região

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.