VOLTAR

Tribo liderada por mulher busca reconhecimento

O Povo, Cidades, p. 1E (Fortaleza - CE)
24 de out de 1995

Em Aquiraz, na localidade de Trairussu, a 40 quilômetros de Fortaleza, vivem 31 famílias da tribo dos índios Genipapo-Canindé. A aldeia passou anos isolada do resto da cidade. Mesmo os pesquisadores não a procuravam. Somente no início da década de 80, foi inserida em um estudo elaborado pela Universidade Estadual do Ceará (UECe), que teve a participação de técnicos do então Governo alemão-ocidental. Liderados pela cacique Maria de Lourdes da Conceição Alves, 50, conhecida como "Pequena", partem agora em busca de reconhecimento.
A Fundação Nacional do Índio (Funai) ainda não realizou estudos sobre a população da tribo. Em março último, a cacique esteve em Brasília, onde participou de um encontro de líderes indígenas de várias partes do Brasil. O Presidente do órgão, Márcio Santilli, foi à reunião e, na época, ouviu a reivindicação dos genipapo-canindés, pessoalmente. O número exato de membros ainda vivendo na aldeia é de aproximadamente 160. "Mas, se considerarmos quem mora fora, chegam a mais de 500" diz "Pequena".

O Povo, 24/10/1995, Cidades, p. 1E

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.