VOLTAR

Seminário mostra que reservas extrativistas têm pouco futuro

Jornal do Brasil (Brasília - DF)
12 de mai de 1989

Durante o seminário "Extrativismo na Amazônia", o pesquisador Alfredo Homma afirmou que não deve haver qualquer outro boom extrativista, como o da borracha. Para ele, há uma tendência de desaparecimento do extrativismo, provocada pela domesticação dos vegetais. Apesar de não questionar as vantagens das reservas extrativistas como freio da expansão das fronteiras agrícolas, enxerga nelas pouco futuro econômico.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.