VOLTAR

Semana Mundial do Meio Ambiente discute progressos da Rio+20

Rádio ONU - http://www.unmultimedia.org/
04 de jun de 2013

A Semana do Meio Ambiente no Brasil foi inaugurada oficialmente na segunda-feira, com um evento no Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

A ministra brasileira do Meio Ambiente afirmou que a agenda da Conferência Rio+20 tem pautado todas as negociações internacionais sobre desenvolvimento sustentável.

Ponto de Partida

Em entrevista à Rádio ONU, da capital fluminense, Izabella Teixeira disse que o Brasil está participando ativamente desse processo.

"Basicamente, é uma agenda que coloca na centralidade do debate a questão do Homem, a questão da erradicação da pobreza e a evolução para novos modelos econômicos, para permitir que a gente possa tratar a sustentabilidade como uma solução, não só para os desenvolvimentos nacionais como para o desenvolvimento global. A Rio+20 é um ponto de partida. A partir do que foi definido aqui, há um caminho de negociação e de novos postulados. A erradicação da pobreza entrou agora como um tema central."

Durante toda esta semana, representantes de agências da ONU, do governo, de ONGs e do setor privado, debatem no Jardim Botânico diversos temas sobre o desenvolvimento sustentável.

Produção e Consumo

A coordenadora do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, no Brasil, garante que a participação do país tem sido fundamental para o avanço da agenda definida no documento final da Rio+20.

Em entrevista à Rádio ONU, Denise Hamú falou sobre estratégias nas áreas de produção e de consumo.

"Como o Brasil tem feito o dever de casa e muitas vezes ido além, o Brasil tem sido aquele país que nos dá o tom do caminho que a gente tem que percorrer. O Brasil tem engajado atores fundamentais na questão da produção e consumo, como bancos e empresas. O Brasil criou uma rede de mulheres líderes pela sustentabilidade. E a gente percebeu que na definição de itens de consumo familiares, a mulher tem mais de 80% do poder de decisão."

Parcerias

O seminário "A Geopolítica do Desenvolvimento Sustentável está sendo promovido pelo Ministério do Meio Ambiente do Brasil e o Centro Rio+, uma parceria entre o governo brasileiro, o Pnud, e mais 25 parceiros, incluindo cinco agências da ONU.

O Centro Rio+ é um dos legados da Rio+20 e, atualmente, já tem um espaço dentro da Coppe, o Instituto de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2013/06/semana-mundial-do-…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.