VOLTAR

Sema realiza segundo Plano de Ordenamento Pesqueiro na RDS Matupiri

Ariquemes online http://www.ariquemesonline.com.br/
24 de Mar de 2018

A Secretaria do Estado de Meio Ambiente (Sema), por intermédio da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Matupiri, localizada no município de Borba (distante 151 quilômetros de Manaus), realiza a partir de segunda-feira (26/03) o segundo Plano de Ordenamento Pesqueiro (POP) para amenizar os conflitos entre moradores e pescadores na comunidade indígena Cunhã-Sapucaia, no rio Matupiri.

De acordo com o engenheiro de pesca da Sema, Flávio Ruben, Cunhã-Sapucaia é ocupada por indígenas da etnia Mura e está localizada no entorno da Unidade de Conservação (UC) do Matupiri. Nos últimos anos, os moradores da comunidade, que utilizam os recursos naturais como subsistência, estão se queixando da presença de embarcações de pescadores comerciais de outras localidades.

Flávio Ruben informou que a reunião encerra quarta-feira (28/03) e tem objetivo de ordenar e conscientizar os indígenas sobre o uso dos recursos pesqueiros no rio Matupiri e amenizar conflitos. Ele lembrou que esse é o segundo POP naquela região depois de cinco anos da elaboração do primeiro, em 2013. "O importante é garantir a conservação dos recursos e o uso sustentável", explicou.

O engenheiro de pesca afirmou que, durante os três dias de trabalho, serão realizadas reuniões na comunidade Cunhã-Sapucaia com representantes de aldeias indígenas que moram naquela área, para que seja feita a revisão das regras do primeiro Plano de Ordenamento Pesqueiro, para estender os benefícios daquela região para as comunidades do Piranha, Sapucainha, Tapagem e Correia, todas localizadas em Borba.

O trabalho envolve equipe técnica da Sema e conta com o apoio da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), por meio da Secretaria Executiva de Pesca e Agricultura (Sepa), e lideranças indígenas de Cunhã-Sapucaia.

http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=345389&codDep=71

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.