VOLTAR

Rússia volta atrás e diz que assinará Protocolo de Kyoto

OESP, Geral, p. A13
04 de dez de 2003

Rússia volta atrás e diz que assinará Protocolo de Kyoto

A Rússia desmentiu ontem que não pretenda ratificar o Protocolo de Kyoto, para redução dos gases do efeito estufa. Na terça-feira, um funcionário do Kremlin, Andrei Illarionov, afirmou que seu país não iria firmar o acordo, o que implicaria o colapso do tratado, enfraquecido depois que os Estados Unidos se negaram a assiná-lo.
"Estamos caminhando para a assinatura do acordo", disse ontem Mukhamed Tsikhanov, vice-ministro da Economia responsável pelo Protocolo de Kyoto, firmado por 120 países.
A Organização das Nações Unidas, que realiza uma conferência sobre clima em Milão, com representantes de 180 países, manifestou sua confiança na assinatura do protocolo por parte de Moscou. "É o governo quem decide e então encaminha a proposta para a Duma (Parlamento)." Segundo Tsikhanov, o governo ainda precisa discutir formalmente o tratado, mas a proposta pode ser enviada à Duma já no ano que vem. (Reuters)

OESP, 04/12/2003, Geral, p. A13

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.