VOLTAR

Reserva de Juréia é um oásis de biodiversidade a serviço da ciência

OESP
17 de nov de 2002

A Estação Ecológica de Juréia-Itatins foi criada por pressão de grupos ambientalistas, de entidades governamentais e da sociedade civil com a finalidade de preservar um dos últimos e mais importantes remanescentes de Mata Atlântica existente. Com a Mata Atlântica desaparecendo a um ritmo de 3,5 campos de futebol por dia, a Juréia é um oásis de biodiversidade a serviço da ciência. De 1999 a 2002, 56 pesquisas estão sendo desenvolvidas no local.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.