VOLTAR

Relatório alerta para situação dos indígenas

Dourados Agora
29 de fev de 2008

Entidade dinamarquesa de documentação dos direitos indígenas denuncia situação das aldeias de MS

O Grupo de Trabalho Internacional para Assuntos Indígenas (IWGIA) acaba de encerrar um relatório sobre a situação dos povos indígenas Estado. O documento foi preparado por José Aylwin, assessor da entidade dinamarquesa, que percorreu diversas reservas em Mato Grosso do Sul desde o dia 18 de fevereiro. Entre os problemas diagnosticados está a falta de segurança, persitência de um sistema de tutela discriminatório e a discriminação dos índios no acesso à justiça.

Na manhã de ontem, o pesquisador participou de um debate sobre o trabalho na sede da OAB Dourados. Durante o encontro, Aylwin frisou que a Constituição brasileira é uma das mais avançadas da América Latino assunto. Para o especialista, uma série de fatores faz com que as leis não sejam cumpridas.

Durante dez dias, José Aylwin visitou reservas em Dourados, Panambizinho, Amambai, Aral Moreira, Coronel Sapucaia e Japorã. Também entrevistou funcionários da Funai, Funasa, prefeitura de Dourados, Amambai e Ministério Público Estadual e participou de conversas com membros dos povos Guarani/Kaiowa, com o vice-presidente da Funai e representantes do governo estadual e federal.Orelatório é dividido em tópicos

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.