VOLTAR

Projeto Araporã permite antever a sorte do índio após a emancipação

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
Autor: ANDRADE, Gastão de
04 de ago de 1978

Artigo de Gastão de Andrade que contesta o projeto Araporã, já assinado pelo presidente da Funai, que prevê a utilização dos indígenas da TI Dourados como mão de obra agrícola e atração turística, sob o pretexto de integrá-los à sociedade nacional. Andrade critica a própria ideia de integração dos índios que, segundo ele, contraria o regulamento da Funai. Além disso, lembra do encontro ocorrido no dia 19 de abril, nas ruínas de São Pedro, quando os indígenas presentes deixaram claro que não querem a integração nem a emancipação, mas apenas reconhecimento e respeito à sua integridade física. Por fim, Andrade afirma que a resposta do presidente do órgão à reportagem não convenceu nem esclareceu a opinião pública.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.