VOLTAR

Programa Aldeia Produtiva capacita técnicos

MS NOTÍCIAS - MS
23 de jan de 2009

Técnicos de prefeituras de 24 municípios participaram na última quinta
(15) e sexta-feira (16) em Campo Grande, de um treinamento dado por
técnicos da empresa MS Equipamentos para manuseio de patrulhas
mecanizadas que serão repassadas a aldeias indígenas do Estado por
meio do Programa Aldeia Produtiva. Participaram do treinamento, 55
técnicos dos municípios de Antônio João, Aquidauana, Bela Vista,
Brasilândia, Dois Irmãos do Buriti, Maracaju, Miranda, Nioaque, Ponta
Porã, Porto Murtinho, Sidrolândia, Campo Grande, Amambai, Aral
Moreira, Caarapó, Coronel Sapucaia, Douradina, Dourados, Eldorado,
Juti, Laguna Carapã, Paranhos, Tacuru e Japorã.
No total, serão repassadas através do Programa Aldeia Produtiva, 68
patrulhas mecanizadas compostas por tratores, arados e carretas
agrícolas. As patrulhas serão repassadas aos municípios por meio de um
termo de cessão e ficarão sob responsabilidade das prefeituras
para atendimento às aldeias de cada município. Programa: Com recursos
de R$15 milhões por parte do governo do Estado, o programa,
desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural
(Agraer) tem como principal objetivo, inserir as aldeias indígenas no
sistema produtivo, de forma a garantir a subsistência dos que nelas
vivem por meio da produção e comercialização de produtos oriundos da
terra. Por meio do Aldeia Produtiva já estão sendo distribuídos aos
índios, óleo diesel e 6.850 sacas de sementes de arroz e milho
safrinha. Em fase de licitação encontram-se ainda 6000 kits de hortas,
totalizando 325 Kg de sementes de hortaliças; kits pomares compostos
por mudas de tangerina, limão, coco, acerola, maracujá, calcário e
adubo, além de 68 patrulhas mecanizadas compostas por tratores, arados
e carretas agrícolas. As áreas para construção de 20 centros
comunitários nas aldeias também já estão sendo selecionadas. Após a
autorização da FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO (FUNAI), os centros
devem começar a ser construídos. Por meio do programa serão realizadas
também junto às famílias, 720 visitas técnicas e 15
cursos de capacitação, além da elaboração de 230 projetos de crédito
rural e aquisição de produtos para fomento das ações ligadas à
produção de leite, mandioca, milho, arroz e também às atividades
ligadas à apicultura. Mato Grosso do Sul apresenta atualmente, a
segunda maior população indígena do país, com mais de 64 mil pessoas,
distribuídas em 73 aldeias.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.