VOLTAR

PM mineira livra a tribo maxacali de extermínio por alcoolismo e grilagem

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
07 de abr de 1968

Durante muitos anos sem terem onde trabalhar, com suas terras vendidas pelos funcionários do SPI e não mais encontrando caça e pesca, os índios Maxakali viveram de assaltos às fazendas da região. Em represália, os fazendeiros contrataram pistoleiros para exterminá-los e distribuíram aguardente entre o grupo. Essa situação social de insegurança foi, com dificuldade, contornada pelo policiamento rural da Polícia mineira, que se propôs a reabilitar os indígenas, adotando políticas inteiramente diversas do SPI.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.