VOLTAR

Pescadores do Baixo Rio Negro são capacitados

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
Autor: Comunicação ICMBio
20 de dez de 2019

Pescadores do Baixo Rio Negro são capacitados

Treinamento faz parte do Protocolo de Automonitoramento da Pesca do Programa Monitor.

Pescadores do Baixo Rio Negro, no Amazonas, foram capacitados na cidade de Novo Airão, no dia 3 de dezembro. O
treinamento faz parte do Protocolo de Automonitoramento da Pesca do Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade (Monitora), do ICMBio. A capacitação ensina os pescadores gerarem informações, anotando suas pescarias ao longo de sete dias consecutivos durante os quatro períodos hidrológicos do rio (seca, enchente, cheia e vazante) na Amazônia. Com isso, é possível estimar a produção pesqueira e a integridade da área alagável utilizando os peixes como indicadores da biodiversidade.

A capacitação contou com a participação de 29 pessoas, incluindo pescadores da cidade associados à Colônia de Pescadores Z-34, e de cinco unidades de conservação estaduais. A atividade teve a colaboração da gestão do Parque Nacional de Anavilhanas, do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Amazônica (Cepam), do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e WCS Brasil.

O Parna abrange o arquipélago de Anavilhanas que está distante cerca de 40km da capital do estado do Amazonas, e é uma das UCs que compõem o Mosaico do Baixo Rio Negro, formado por mais de 400 ilhas, e é considerado o segundo maior arquipélago fluvial do mundo. O arquipélago forma um labirinto de canais e lagos que recortam o Rio Negro com ilhas estreitas e cobertas por florestas de igapó.

Um diagnóstico de Pesca no Baixo Rio Negro identificou no Parque de Anavilhanas uma importante área de pesca para ribeirinhos moradores das UCs e da cidade de Novo Airão, já que quase todo o território do município está protegido por unidades de conservação. O ordenamento da pesca de subsistência consta como estratégia prioritária para reduzir conflitos e garantir a segurança alimentar das famílias que vivem no entorno da unidade. Em vista disso, estuda-se a elaboração de um Termo de Compromisso, ferramenta jurídica para embasar o ordenamento pesqueiro que servirá como embrião na região do baixo rio Negro. A implementação de um sistema de monitoramento de pesca será necessária para acompanhar o andamento do termo e avaliar o estado dos estoques pesqueiros na região.

http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/10766-pescado…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.