VOLTAR

Parque Paulo César Vinha segue aberto após boato. "Fake news correm com facilidade", diz Iema

Folha Vitória - https://novo.folhavitoria.com.br/
Autor: Breno Ribeiro
19 de set de 2018

Parque Paulo César Vinha segue aberto após boato. "Fake news correm com facilidade", diz Iema
19 de Setembro de 2018 às 21:31

Breno Ribeiro

Mensagens em redes sociais dão conta de que o parque foi alvo de mais de 20 assaltos em menos de um mês e estaria fechado por questões de insegurança

Após informações de que o Parque Estadual Paulo César Vinha estaria fechado por questões de insegurança circularem nas redes sociais, o diretor presidente do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), Sérgio Fantini, declarou, nesta terça-feira (18), que as mensagens não passam de boatos. As mensagens citam que o parque foi alvo de mais de 20 assaltos em menos de um mês, o que também foi negado por Fantini.

Segundo o Iema, se algum membro do instituto divulgou a falsa informação, foi sem autorização. "O parque permanece aberto, como sempre esteve. Nós contamos com vigilância patrimonial armada durante o dia e a noite no local. Não há insegurança. A informação dos 20 assaltos também não procede. Fizemos um levantamento e, nos últimos 7 meses, foram registradas oito ocorrências que citam o parque. As fake news correm com facilidade", comenta.

O presidente do Iema relatou que, de fato, ocorreram dois assaltos no local na última sexta-feira (14) e no último sábado (15). "Realmente ocorreram esses eventos. Provavelmente, foi o mesmo grupo que cometeu os dois crimes. O parque tem áreas de acesso que não são controladas. Por exemplo, ele pode ser acessado pela praia. Por outro lado, estamos conversando com a Secretaria de Segurança para criar ações que reforcem a segurança dos usuários", revela.

Comentários feitos por internautas em uma das redes sociais em que circula a informação
A Polícia Militar do Estado (PMES) informou que a região, em Guarapari, conta com policiamento ostensivo diuturnamente, com viaturas, motopatrulha e patrulhamento a pé. Segundo a polícia, cercos táticos, operações de blitz e abordagens também são realizados constantemente no local. No entanto, a PMES ressaltou que o policiamento interno do parque, não é de responsabilidade da PM.

"Em casos de suspeita ou ocorrência de crime, a vítima pode ligar para o Ciodes (190) e acionar uma equipe da Polícia Militar, que irá ao local. A população ainda pode colaborar com o trabalho da polícia denunciando a ação de indivíduos que agem na região por meio do Disque-Denúncia (181). O sigilo e o anonimato são garantidos", disse a PMES, em nota.

Sobre os assaltos mencionados por Sérgio Fantini, o Iema informou que o parque conta com um sistema de vigilância recentemente implantando, que pode ajudar na identificação dos criminosos. "Foram implantadas câmeras de videomonitoramento. Com essas imagens, é possível identificar alguns dos suspeitos desses supostos assaltos dentro da área do parque. Elas estão à disposição da polícia", comenta Fantini.

https://novo.folhavitoria.com.br/geral/noticia/09/2018/parque-paulo-ces…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.