VOLTAR

Padre acusa Funai de explorar índios

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP
12 de jul de 1975

O padre Egydio Schawde, assessor do Cimi, acusou ontem o governo federal, a Funai e o governo do Rio Grande do Sul, além de políticios e latifundiários, de se unirem para explorar e conduzir ao aniquilamento os povos Guarani e Kaingang, cuja terra (RI Nonoai) invadem e "arrendam", sem pagar nada para os indígenas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.