VOLTAR

Obra em Sorocaba põe em risco área de manancial

OESP, Metrópole, p. C11
12 de dez de 2008

Obra em Sorocaba põe em risco área de manancial

José Maria Tomazela

As obras de ampliação do aterro sanitário de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, colocam em risco uma área de manancial situada no entorno. Grande quantidade de terra, misturada com entulho e lixo, está sendo despejada na margem direita do córrego conhecido como Ribeirão dos Cavalos, ao lado do aterro. Moradores apontam o risco de soterramento do manancial que deságua no Rio Sorocaba.

De acordo com o chacareiro José Severino, de 75 anos, como as águas já estão poluídas por esgotos, os moradores queriam a canalização do córrego. "Na primeira chuva, esse monte de terra e lixo vai para dentro do riozinho", disse. Juntamente com a terra há sofás e pneus velhos.

A Secretaria de Obras e Infra-Estrutura Urbana (Seobe) de Sorocaba informou que as obras são realizadas no depósito de solo da prefeitura, em área que fica ao lado do aterro sanitário atual. De acordo com a secretaria, as obras de compactação do material que lá está visam justamente a evitar danos com chuvas fortes, como o assoreamento do córrego que passa ao lado do terreno.

O aterro sanitário está com a capacidade esgotada e a ampliação foi autorizada em caráter emergencial pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb). Os moradores queriam a desativação, alegando que o local exala mau cheiro e atrai urubus. A cidade coleta cerca de 800 toneladas de lixo doméstico e industrial por dia e não dispõe de outro local para o despejo, a não ser aterros privados.

A prefeitura pretende instalar um novo aterro no bairro Ipatinga, na divisa com Iperó, mas o projeto recebeu pareceres contrários do Comitê de Bacias Hidrográficas e do Instituto Chico Mendes, por estar na zona de amortecimento da Floresta Nacional de Ipanema. O plano é combatido por moradores do bairro George Oeterer, de Iperó, que fica à pequena distância. O processo aguarda decisão do Departamento de Análise de Impacto Ambiental (Daia), órgão da Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

OESP, 12/12/2008, Metrópole, p. C11

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.