VOLTAR

O erro premeditado

Opinião (Rio de Janeiro - RJ)
19 de fev de 1973

Cotrim Neto, sertanista da Funai, e outros sete colegas que trabalhavam no órgão, incluindo Orlando e Cláudio Villas Boas, anunciaram seu afastamento em menos de um ano. Cotrim afirmou estar cansado de ser "coveiro de índio". A notícia apresenta críticas feitas por Cotrim Neto às políticas indigenistas desenvolvidas pela Fundação durante a gestão do general Bandeira de Mello.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.