VOLTAR

Núcleo Cunha do PESM realiza 6ª Exposição Pinheiro Brasileiro - Araucaria angustifolia

Sistema Ambiental Paulista - http://www.ambiente.sp.gov.br/
24 de abr de 2014

Para celebrar a presença marcante da Araucária na economia e paisagem da Estância Climática de Cunha, o Núcleo Cunha do Parque Estadual Serra do Mar, realizará, entre os dias 26 de abril e 31 de julho, a 6ª Exposição "Pinheiro Brasileiro - Araucaria angustifolia".

A abertura oficial ocorrerá às 10h do dia 26, no Centro de Visitantes da Unidade de Conservação e prevê ainda apresentações culturais, como a Orquestra Violeiros de Cunha - Projeto Violas na Praça (OSCIP Caminhos de Cunha) e Congada do Bairro Sertão de Santa Bárbara. Neste dia, também acontece Exposição e Premiação do Concurso de Desenhos dos alunos da "E.M.E.F Benedito Aguiar Santana, que tem como tema "Os animais que se alimentam do Pinhão e Paisagens da Araucária".

A programação traz ainda atividades como tirolesa, rapel e slackline, voltadas para crianças, além de uma oficina de desenhos nas trilhas, com a participação do artista plástico Felipe Zuñiga, trilhas monitoradas e outras brincadeiras.

Entre as outras atrações do evento estão culinária e artesanato, criados com as mais diversas técnicas, que apresentam relação com a araucária, tais como esculturas, peças utilitárias de cerâmica, bem como fotografias e pinturas em óleo sobre tela.

Sobre o parque

O PESM é administrado pela Fundação Florestal, instituição vinculada à Secretaria de Estado do Meio Ambiente. O Núcleo Cunha protege importantes remanescentes de Floresta Atlântica, atua sistematicamente na educação ambiental e se constitui na melhor alternativa para o ecoturismo da região. A região apresenta alta relevância ambiental por suas áreas legalmente protegidas e mananciais de abastecimento para o Vale do Paraíba e Litoral Norte do Estado de São Paulo

http://fflorestal.sp.gov.br/2014/04/24/nucleo-cunha-do-pesm-realiza-6a-…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.