VOLTAR

Novos limites do desmatamento

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
30 de jul de 1996

O governo Fernando Henrique Cardoso transformou em números, facilmente fiscalizáveis, a preocupação com a recuperação da cobertura vegetal brasileira. Por medida provisória, restringiu de 50% para 20% a área da floresta que pode ser desmatada na Amazônia. Segundo recente estudo do Inpe, tanto os "povos da floresta", quanto a iniciativa privada e as obras de infra-estrutura mal orientadas colaboram para a "delinquência econômica". O pior desafio é fazer com que as novas medidas do governo sejam respeitadas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.