VOLTAR

Na contramão da BR-319

A Crítica, Política, p. A5
02 de abr de 2005

Na contramão da BR-319
Senador não acredita na recuperação da rodovia federal. Assessor do Ministério critica pessimismo

Ao contrário de alguns empresários e políticos que criaram uma frente para defendera construção e a recuperação da estrada BR-319, que liga Manaus a Porto Velho, o senador Gilberto Mestrinho (PMDB) aposta em uma visão diferente. Mestrinho afirmou, ontem, em Manaus, que as melhorias na BR-319 não vão sair do papel pelo fato de que, na opinião dele, são poucas as verbas disponíveis para levar adiante o projeto de revitalização dessa rodovia. "É importante apoiara BR-319, mas estão criando uma expectativa falsa e Irreal. O Brasil não tem recursos para consertar a quarta parte das estradas brasileiras. 0 Ministério (dos Transportes) tem R$ 6 bilhões para esse ano, mas precisa de R$ 400:", enfatizou.
A assessoria de comunicação do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PL), não acredita que o senador Gilberto Mestrinho tenha um posicionamento contrário à construção e recuperação da BR-319. Ela pediu o empenho do senador para que a revitalização da estrada se torne uma realidade. "Ele foi governador três vezes e a BR-319 não recebeu um metro de asfalto. Queríamos que o senador estivesse do nosso lado.
Se há dificuldades, nada mais justo do que ele (Mestrinho) se integrar na luta pela estrada. Vamos romperas dificuldades com a ajuda dele. Ele seria importante porque não podemos dispensar uma vaga de senador nessa luta", afirmou o assessor do ministro, Jefferson Coronel.
A assessoria destacou também que o ministro dos Transportes tem conhecimento dos empecilhos que o projeto de revitalização da BR-319 tem encontrado no Tribunal de Contas da União (TCU). Alfredo já estaria se mobilizando para remover todas as barreiras que impendem a recuperação da estrada. "Temos até junho para resolver os problemas. Não há perspectiva de as obras da BR-319 não andarem no próximo verão. Não tem nada que não possa ser resolvido", salientou Coronel.
Gilberto Mestrinho frisou que um possível fracasso de Alfredo Nascimento à frente do Ministério dos Transportes não prejudicaria os planos do ex prefeito de Manaus de se candidatar ao Senado ou ao Governo do Estado nas eleições de 2006. "0 povo tem consciência das dificuldades que ele (Alfredo) enfrenta", disse o senador.
Vitória facil
O senador Gilberto Mestrinho reafirmou ontem que será candidato à reeleição, e que apoiará o governador Eduardo Braga (PPS). "Vai ser uma das eleições mais fáceis. Quanto mais candidatos melhor. Tenho meu eleitorado. A questão do senado não exige prova de maratona. É um trabalho de conhecimento. Estou mais para o Eduardo (Braga) do que para Amazonino (Mendes)", disse. Ele classificou como "frustados" aqueles que defendem sua "aposentadoria" da política.
Ele não quis opinar sobre o possível "confronto" entre Amazonino e Braga, que estiveram juntos no pleito de 2004, nas eleições do próximo ano. Mestrinho não descartou uma possível aliança com o deputado federal Francisco Garcia (PP). "Está mais ou menos acertado. Mas é um assunto que só vai mesmo se configurara partir de junho de 2006. Tudo que se falar agora são conjecturas", frisou.

Críticas ao Sivam
0 senador Gilberto Mestrinho teceu ontem duras críticas ao Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam) que não estaria cumprindo com o seu papel principal de vigiara região amazônica. Mestrinho condenou a ingerência dos Estados Unidos no projeto. "O Sivam não mostrou nenhum serviço à sociedade e tem servido mais a eles (EUA), do que a nós. Se alguém precisa do Sivam para um projeto ou uma informação de maior importância, dizemm que só depois da autorização dos Estados Unidos", declarou.
Mestrinho destacou, baseado em Informações de Brasília, que a vinda do secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, na semana passada, ao Brasil foi para vender materiais de milhões de dólares destinados ao Sistema. "Ele (Rumsfeld) veio, inexplicavelmente, não para cuidar do Haiti ou da Venezuela, mas para ver o funcionamento do Sivam e o que faltava para vender mais", frisou.

Destaque
Depois de quatro meses e meio afastado do cargo, o senador Gilberto Mestrinho (PMDB) retomou anteontem à função. Ele se afastou por motivos de saúde e em seu lugar assumiu o 2o suplente, empresário paulista Gilberto Mirenda (PFL), substituição esta que foi bastante criticada.

A Crítica, 02/04/2005, Política, p. A5

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.