VOLTAR

MVPI leva vacinas a aldeias de dificil acesso no DSEI Guamá-Tocantins

Portal MS http://portalms.saude.gov.br
06 de mai de 2019

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Guamá-Tocantins realizou, no dia 25 de abril, a abertura do Mes de Vacinaça~o dos Povos Indigenas (MVPI) na Aldeia Mapuera. A ação foi executada pelo Polo Base Oriximiná em parceria com o Ministério da Defesa por meio do Exército Brasileiro.

A aça~o leva vacinas ofertadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde a locais de dificil acesso. A proposta é intensificar a imunizaça~o em áreas indigenas visando a melhoria da cobertura vacinal. A estratégia integra a Semana Mundial de Vacinaça~o, coordenada pela Organizaça~o Pan-Americana da Saude (OPAS-OMS) em diversos paises da América Latina.

No dia da abertura, 700 doses foram utilizadas para imunizaça~o da populaça~o indigena Wai Wai da Aldeia Mapuera. Participaram desta aça~o de imunizaça~o o sargento Thiago Tarllinton, do 8o Batalha~o de Engenharia da Construça~o de Santarém (PA); o major Alfredo Mota Junior; o psicologo Marcelo Vieira Conteiro da Silva, do Comando Militar do Norte; e o general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira.

A ação vai beneficiar mais de 16 mil indigenas de 24 municipios do Estado do Pará e de um município no Estado do Maranha~o - todos atendidos pelo DSEI-GuaToc. Foram ofertadas 20.548 doses de vacinas para proteger toda a populaça~o de uma série de doenças: a influenza, o sarampo, as hepatites A e B, a rubéola, a coqueluche, o sarampo, a caxumba, a difteria, a febre amarela, a varicela e outras infecções bacterianas e virais graves. A distribuição de vacinas foi executada conforme previsto no Mês de Vacinaça~o dos Povos Indigenas.

Ao todo, 409 profissionais participaram das ações em todo o território do DSEI GuaToc. As Equipes Multidisciplinares de Saude Indigena (EMSI) são compostas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, cirurgiões dentistas, auxiliares de saude bucal, Agentes Indígenas de Saúde (AIS) e de Saneamento Básico (AISAN). A logistica dessa vacinaça~o é diferenciada, pois leva em consideração as especifidades de cada populaça~o e as demandas de transporte de equipes e insumos até as aldeias - seja por carro, barco, helicoptero ou avia~o.

O modelo de atença~o estabelecido pela Politica Nacional de Atença~o à Saude dos Povos Indigenas (PNASPI) prioriza as atividades de promoça~o à saude e de prevença~o e controle de doenças baseando-se no perfil epidemiologico da populaça~o indigena. A imunizaça~o é uma das ações prioritárias.

A ideia é intensificar a imunizaça~o de toda as áreas do DSEI e especialmente junto a populaça~o mais vulnerável: crianças menores de 5 anos, idosos, gestantes e mães que deram à luz nos últimos 45 dias nas regiões de dificil acesso e onde há baixa cobertura vacinal.

DSEI Guamá-Tocantins
O DSEI GuaToc atende uma população de 16.649 indígenas de 40 etnias, que se distribuem em 178 aldeias espalhadas por 22 municípios. O atendimento é realizado por 18 Equipes Multidisciplinares que atuam em 9 Polos Base e em 5 Casas de Saúde Indígena (CASAIs).

http://portalms.saude.gov.br/noticias/sesai/45420-mvpi-leva-vacinas-a-a…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.