VOLTAR

A morte é branca

Gazeta de Pinheiros (São Paulo - SP)
26 de fev de 1989

Reportagem que aborda o depoimento de Aílton Krenak, coordenador da União das Nações Indígenas, sobre o avanço da sociedade branca na história das populações indígenas. Krenak, entre outros pontos, comenta variadas formas de violência que acabaram resultando num enorme decréscimo populacional de coletivos nativos, apontando as políticas adotadas pelo governo como as grandes responsáveis pelo trágico cenário.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.