VOLTAR

A morte dos peixes

Correio Braziliense
Autor: Newton Araújo Jr
16 de nov de 1999

Parece que não há mais oxigênio no Ribeirão Contagem. Asfixiados, os peixes sobem à superfície para respirar. O desatre ecológico acontece a 40 Km do centro de Brasília, na região do Queima-Lençóis. A região está encravada na APA do Cafuringa. Produtores rurais que têm fazendas às margens do Ribeirão Contagem acreditam que uma grande quantidade de material tóxico tenha sido derramada no curso d'água. O Contagem e o Maranhão são reservas de água potável, mantidas como possíveis fontes para o futuro abastecimento do DF. Sem denunciar especificamente ninguém, os moradores da região não conseguem deixar de suspeitar das fábricas de cimento e também das mineradorasde cascalho.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.