VOLTAR

Ministro apóia taxa de preservação

O Globo, Rio, p. 20
17 de mar de 2006

Ministro apóia taxa de preservação

O ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, apoiou ontem a decisão da prefeitura de Angra dos Reis de cobrar dos visitantes, a partir do próximo verão, uma taxa de preservação da Ilha Grande. Segundo ele, a decisão não ameaça "o contingente turístico da região e garante a sustentabilidade do arquipélago". Ele evitou comparar o modelo que está sendo estudado com outros:
- Em Fernando de Noronha só se chega de avião. O acesso é mais fácil na Ilha Grande, dona de uma natureza muito tênue e sensível. É preciso deixar que as pessoas tenham acesso, mas de forma sustentável.
A promotora Patricia Gabai Venancio, da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Angra, instaurou inquérito civil para garantir os direitos dos caiçaras que vivem na Praia do Aventureiro e exigir do Poder Público a criação de uma unidade de conservação, para assegurar a permanência deles e garantir os meios de sua subsistência.

O Globo, Rio, 17/03/2006, p. 20

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.