VOLTAR

Mais um suspeito de envolvimento em morte de líder quilombola é preso quase três anos após crime

G1 - https://g1.globo.com
05 de fev de 2020

Segundo Polícia Civil, prisão ocorreu em Barra do Jacuípe, em Camaçari, cidade da região metropolitana de Salvador. Crime ocorreu em setembro de 2017.

Um homem foi preso suspeito de participação na morte de Flávio Gabriel Pacifico dos Santos, líder quilombola de Simões Filho, cidade da região metropolitana de Salvador, em setembro de 2017. A informação da prisão foi confirmada pela Polícia Civil.

Conforme a polícia, a prisão ocorreu em Barra do Jacuípe, pertencente a Camaçari, Litoral Norte da Bahia, no dia 30 de janeiro. Apesar disso, não há informações sobre de que forma ele participou do caso.

Além dele, Leandro da Silva Pereira, o "Léo", também havia sido preso na região do Quilombo Caipora, no Distrito de Palmares, em Simões Filho, em dezembro de 2017, suspeito do mesmo crime.

Caso

Binho do Quilombo foi morto a tiros dentro do carro dele, na manhã de 19 de setembro de 2017. O crime ocorreu no Território Quilombola de Pitanga dos Palmares, na zona rural de Simões Filho. Ele tinha 36 anos quando foi morto.

De acordo com a polícia, a vítima foi surpreendida por criminosos armados, que se aproximaram, atiraram nele e, em seguida, fugiram. Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/02/05/mais-um-suspeito-de-en…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.