VOLTAR

Lideranças indígenas se reunem em Barreirinha (AM)

A Crítica - http://acritica.uol.com.br/
16 de Set de 2011

Durante o encontro, lideranças decidem por saída de coordenadores da Funai e Distrito Sanitário Indígena de Parintins

Mais de 40 tuxauas da tribos Sateré Mawé reuniram-se nesta quinta-feira (15), em Assembléia Geral na Aldeia Umirituba, no Município de Barreirinha (distante 328 quilômetros de Manaus), e decidiram pela saída da coordenadora do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei/Parintins), Paula Cristinha Pinto e do chefe da Fundação Nacional do Índio (Funai), também de Parintins, Pedro de Paula Ramos.

O encontro também celebrou os 20 anos de fundação do Conselho Geral da Tribo Sateré-Maué(CGTS). O ex-secretário de Estado para os Povos Indígenas, Gecinaldo Sateré foi eleito o novo presidente do Conselho. O evento contou ainda com a presença do coordenador Regional da Funai, Odney Ha,yden do prefeito da cidade de Barreirinha, Mecias Batista e vereadores.

As lideranças indígenas aprovaram uma carta aberta do Povo Sateré que será encaminhada na segunda-feira (19) ao secretário Especial de Saúde Indígena (Sesai), Antônio Alves, em Brasília, relatando os motivos pelos quais eles pedem a exoneração da atual coordenadora do Distrito.

"Ela desrespeitou o nosso povo. Não estamos querendo um indígena na administração, mas alguém que conheça, de fato, a realidade dos povos indígenas ", disse Donato Batista, o tuxaua mais antigo da etnia. Os indígenas acusam Paula de manipular a eleição para a escolha do novo presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi), realizada no último sábado (10), em Parintins. Elizeu Batista foi eleito presidente. Paula presidiu a Comissão Eleitoral. O Condisi tem por finalidade planejar, acompanhar, avaliar fiscalizar a deliberar sobre assuntos e políticas relacionadas à saúde indígena.

"Elizeu não era mais conselheiro, então não podia disputar. E a coordenadora se intrometeu presidindo a eleição do Conselho em que ela é parte interessada, como gestora. Ora, o Condisi exerce função de controle social das ações da Sesai", completou o presidente do CGTSM, Jecinaldo Batista. O prefeito Mecias Batista também engrossou o protesto. " Apontamos ao secretário Alves inúmeras irregularidades que estão ocorrendo na gestão do Dsei", completou.

O tuxaua-geral da tribo, Lúcio Micheles liderou as reclamações também contra o coordenador da Funai, em Parintins. "Não queremos mais ele ( Pedrinho) como representante do órgão. Ele não mostrou trabalho", disseram as lideranças, que reivindicaram apoio ao o coordenador Regional da Funai. "Vejo que há um consenso e união do grupo, com muitas lideranças", afirmou Odney. A coordenadora do Dsei/Parintins, Paula Cristina disse à imprensa que a eleição do Condisi ocorreu de forma transparente. " Tudo aconteceu na legalidade. A Comissão Eleitoral foi formada num acordo entre os conselheiros de saúde", afirmou.

Autonomia

O Conselho Geral da Tribo Sateré-Maue (CGTSM), num abaixo assinado de 47 tuxauas, encaminhará também documento ao presidente da Funai, em Brasília, Marcio Meira, pedindo a volta da administração Regional do Órgão, para Parintins. Hoje a Funai local não tem autonomia e funciona como coordenação técnica vinculada a Manaus. No mesmo pedido eles querem a nomeação de um novo administrador.

http://acritica.uol.com.br/amazonia/Amazonia-Amazonas-Manaus-Liderancas…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.