VOLTAR

Ismarth depõe e critica religiosos

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
10 de nov de 1977

Ao depor na CPI do índio o presidente da Funai Ismarth de Araújo afirma que além das atividades da Funai, a CPI deveria dar especial atenção às missões religiosas. Dentre as denúncias feitas a atuação da Funai está a da transferência dos indígenas krenha carore para o Parque Nacional do Xingu, desobedecendo o Estatuto do Índio; a emissão de certidões negativas;

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.