VOLTAR

Irmã de ambientalista assassinada sofre atentado

O Globo, O País, p.14
19 de ago de 2011

Irmã de ambientalista assassinada sofre atentado
Homens armados dispararam contra a casa de Laísa Sampaio, no Sudeste do Pará

Evandro Corrêa
Especial para O GLOBO

BELÉM. A assentada Laísa Santos Sampaio - irmã da ambientalista Maria do Espírito Santo, que foi assassinada em maio deste ano com o marido, José Claudio Ribeiro, na zona rural do município de Nova Ipixuna, no Sudeste paraense - procurou a Delegacia de Conflitos Agrários de Marabá, na tarde de ontem, para relatar que homens armados fizeram vários disparos contra a porta de sua casa, na madrugada ontem. Laísa Santos mora no assentamento Praialta-Piranheira, na casa ao lado da qual onde vivia o casal de ambientalistas assassinados.

Laísa contou que não estava em casa na hora do atentado, e que os tiros atingiram o cachorro da família.

- Eu estava em Belém e fui informada por telefone. Na casa, só estava o meu marido, que, ao ouvir os tiros, não abriu a porta - disse Laísa.

O delegado Silvio Maués Batista, diretor das Delegacias do Interior, disse que enviou uma equipe de policiais ao assentamento para apurar os fatos e ouvir testemunhas.

O Globo, 19/08/2011, O País, p.14

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.