VOLTAR

InGá debate APA do Banhado Grande nesta terça-feira

Eco Agência - http://www.ecoagencia.com.br
23 de out de 2011

Nesta terça-feira, 25 de outubro, o InGá (Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais), realiza o Biodiversidade em Foco, que abordará a questão da "APA do Banhado Grande: desafios para a gestão integrada". As palestrantes são a gerente da APA (Área de Proteção Ambiental), do Defap/Sema, Luisa Lokschin, e a representante da ONG Maricá no Conselho Deliberativo da APA. Todos estão convidados para, às 19h, participar do evento mensal na sede da entidade ambientalista, na rua Fernando Machado 464, Centro de Porto Alegre.

Conforme o divulgado pela ONG Maricá, a Área de Proteção Ambiental Banhado Grande, é uma unidade de conservação de Uso Sustentável, tem uma área total de 136 mil hectares. O objetivo principal é o de proteção da bacia do Gravataí.

A criação da APA do Banhado Grande ocorreu em 1998, através do Decreto No 38.971 de 23 de outubro. Situa-se nos municípios de Glorinha, Gravataí, Santo Antônio da Patrulha e Viamão. Possui 133.000 ha, e nela insere-se o conjunto de banhados formadores do Rio Gravataí: Banhado do Chico Lomã (Sto. Antônio da Patrulha); Banhado dos Pachecos (Viamão); e Banhado Grande (Gravataí e Glorinha).

Os objetivos da área são preservar o conjunto de banhados, compatibilizar o desenvolvimento socioeconômico com a proteção dos ecossistemas naturais, conservar o solo e os recursos hídricos, recuperar as áreas degradadas, contribuir para a otimização da vazão do Rio Gravataí, e ainda, proteger a flora e a fauna nativas e seus locais de reprodução.

http://www.ecoagencia.com.br/?open=noticias&id=VZlSXRVVONlUsRmcTxGahN2a…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.