VOLTAR

Índios querem indenização maior da Vale do Rio Doce

Folha da Tarde (São Paulo-SP)
03 de abr de 1982

A Vale do Rio Doce concordou em pagar o valor de 46 milhões de cruzeiros, proposto anteriormente pelos Gavião Parkatêjê. A comunidade, no entanto, estão exigindo agora 65 milhões de indenização pela passagem de um trecho da rodovia Carajás-Itaqui por suas terras.
A notícia trata ainda da pesquisa que está sendo feita pela 2ª Delegacia Regional da Funai sobre o preço habitual dos levantamentos topográficos, visando à demarcação de cinco terras indígenas no Pará.
A atuação da Capemi no desmatamento da área a ser inundada pela represa de Tucuruí está causando apreensão entre os índios Parakanã da aldeia Pukurui, levando a Funai a pedir a sustação dos serviços da empresa.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.