VOLTAR

Índios poderão explorar ouro encontrado em suas reservas

O Estado de São Paulo - SP
27 de jul de 1980

A decisão sobre explorar ou não o ouro encontrado na área Gorotire, dos kayapó, no sul do Pará, está nas mãos da própria comunidade, e o presidente da Funai, coronel João Carlos Nobre da Veiga, prometeu que cumprirá a decisão, "seja ela qual for". Os kayapó expulsaram no início da semana passada cerca de 300 garimpeiros da área.
O chefe de posto, Benigno Pessoa Marques, revelou que no limite leste da reserva há um projeto agropecuário sob o comando do Bradesco/Itaú que tem causado problemas, invadindo frequentemente a reserva kayapó.
O delegado Paulo César de Abreu deverá consultar os kayapó sobre a possibilidade da presença dos índios Munduruku, do norte do Pará, que são garimpeiros, para ver se os kayapó querem aprender com este grupo a bateiagem.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.