VOLTAR

Índios no século 21

Folha de S. Paulo (São Paulo - SP)
31 de ago de 1994

O Cimi posicionou-se contrariamente à afirmação do professor Hélio Jaguaribe, que propôs o fim dos índios até os anos 2000, revivendo, deste modo, velhas teses etnocidas que serviram à ditadura militar. Outras figuras manifestaram-se criticamente a esse respeito. Edgar de Assis Carvalho, coordenador do mestrado/doutorado em Ciências Sociais da PUC, afirmou que o depoimento de Jaguaribe ilustra sua ignorância antropológica. Márcio Santilli e Beto Ricardo, do Instituto Socioambiental, apontaram a crise moral e intelectual que assola o país, a partir da afirmação de Jaguaribe. Além desses nomes, outras personalidades repudiaram a mesma declaração.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.