VOLTAR

Índios matam ambientalista e seu filho em reserva no Mato Grosso

Folha de São Paulo
27 de jan de 1995

O ambientalista Adroaldo Ferreira da Silva, 48, e seu filho, Adriano Cantarelli da Silva, 24, foram assassinados no último fim de semana por índios Pareci na reserva de Juininha, a 74km de Pontes de Lacerda (MT). O administrador interino da Funai em Tangará da Serra disse que os dois, ao serem abordados pelos indígenas dentro da reserva, começaram a atirar com uma pistola e um revólver. Os Pareci revidaram e os mataram.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.