VOLTAR

Índios libertam funcionários de Furnas sequestrados em Ortigueira

G1- http://g1.globo.com
Autor: Luciane Cordeiro
01 de Mai de 2014

Dois funcionários da concessionária de energia elétrica Furnas, sequestrados por índios da tribo caingangue de Ortigueira, na região dos Campos Gerais no Paraná, foram libertados na tarde desta quinta-feira (1"). Os eletricistas foram soltos depois de a empresa se comprometer que fará uma reunião com os indígenas no dia 5 de junho, segundo informou a chefia dos índios. Nessa reunião, os índios esperam chegar a um acordo sobre o valor da indenização das terras da reserva que são utilizadas atualmente pelas torres de alta tensão da empresa.

O sequestro dos dois funcionários ocorreu na tarde de quarta-feira (30). De acordo com a assessoria de imprensa de Furnas, os funcionários faziam uma inspeção de rotina nas torres e, quando passavam pela aldeia foram abordados pelos índios. Uma equipe da empresa do Rio de Janeiro viajou até Ortigueira para negociar a libertação dos reféns.

Na área da reserva, há 19 torres de alta tensão que ocupam uma área de 8 km². Segundo os índios, por causa das torres, a tribo perdeu espaço para o cultivo de lavoura. Como indenização, os índios querem receber R$ 7 milhões por torre.

O vice-cacique da tribo caingangue, João Guilherme, disse ao G1 que a ação foi planejada há cinco meses, desde que a nova chefia foi eleita. "É nosso direito receber indenização por essas áreas e, decidimos que segurar os funcionários seria a melhor maneira para a empresa negociar", explica João Guilherme. Antes da ação, os índios caingangues não tinham tentado outra forma de negociação com Furnas.

A concessionária informou que recebeu com surpresa a informação sobre o sequestro dos funcionários, uma vez que os índios não tentaram outras formas de negociação, como pedido de reunião intermediada pelo Ministério Público ou pela Fundação Nacional do Índio (Funai). A empresa disse também que vai negociar com os indígenas.

http://g1.globo.com/pr/campos-gerais-sul/noticia/2014/05/indios-liberta…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.