VOLTAR

Índios ganharam 1 milhão pela madeira vendida

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
23 de ago de 1975

Etnia Xokleng é violentada por madeireiros que pagaram alta quantia pela derrubada de mais de 5000 m³ de madeira. O presidente da Funai, general Ismarth de Araujo Oliveira, considera a situação como um dos maiores problemas enfrentados em áreas indígenas. O grupo, por desejar continuar vendendo a madeira, teve reação contrária ao chefe do posto indígena, que precisou ser afastado. Segundo o general, os índios não utilizavam o dinheiro conseguido com a venda ilegal da madeira de forma racional. Ismarth Araujo Oliveira ainda acredita que essa situação foi produzida devido a má fé dos madeireiros.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.