VOLTAR

Índios de um grupo arredio dos txucarramães invadem fazenda no Parque do Xingu

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro - RJ)
13 de mar de 1974

Cerca de 50 índios Kayapó Metyktire (Txucarramãe), que fazem parte de um grupo de 400 índios, que ainda não tiveram contato com a frente de aproximação da Funai, invadiram uma fazenda e atiraram flechas para assustar funcionários.

O administrador da Fazenda Peixin entrou em contato com os irmãos Villas Boas, em seu escritório do Parque Indígena Xingu, situado na capital se São Paulo e enviou recado para a superintendência da Funai, alertando a possibilidade de novos ataques acontecerem.

A fazenda está desmatando grande área no sul da amazônia, para a agropecuária.

Deputado critica a ação da Funai, dizendo que a Funai é responsável por aproximar os índios do nosso "inferno social" e dá como exemplo povos que mendigam na beira das estradas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.