VOLTAR

Índios dançam pedindo proteção na Festa do Pantanal em Cuiabá

Última Hora News
18 de mai de 2008

"Essa dança é pedindo a Deus que abrande a cabeça das pessoas e que nada de mal possa atrapalhar nossos objetivos e traga sorte não só para o povo indígena, mas também aos irmãos do Brasil". Com essas palavras o índio Ururaí, da etnia Cariri-Xocó, definiu a mensagem passada por eles através da apresentação feita neste domingo (18), no espaço Esplanada, dentro da programação da 15ª Festa Internacional do Pantanal.

A aldeia fica no município de Guarantã do Norte, na divisa dos Estados de Mato Grosso com o Pará e, segundo Ururaí, aproximadamente 3,5 mil índios vivem hoje na aldeia. "Nosso sustento vem da caça, pesca e artesanato e para nós está sendo muito bom participar dessa festa e expor nossos produtos e nossa cultura", afirmou ele.

A vice-presidente da Associação da Comunidade Umutina, Neulioni Alves, explicou que essa apresentação foi um convite da secretaria de Comércio Indústria e Minas e Energia(Sicme). Está prevista uma apresentação logo mais às 20h.

Representantes do setor turístico de Campo Grande (MS) assistiram a apresentação dos índios Cariri-Xocó e logo após degustaram produtos típicos da região, expostos no estande do Agricultura Familiar.

O artesanato produzido pelos Cariri-Xocó está sendo mostrado para os visitantes.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.