VOLTAR

Índios arredios estão sendo mortos no Acre

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
Autor: MACHADO, Altino
25 de dez de 1988

Matanças organizadas estão dizimando os povos indígenas considerados isolados de quase todas as nascentes dos afluentes dos rios Purus e Juruá, na fronteira do Brasil com o Peru. A matança começou e era mais intensa durante o ciclo da borracha, mas continuam, partindo às vezes dos próprios indígenas, por vingança aos seringueiros e índios de outros povos. A notícia traz mais informações sobre a situação dos Kaxinawá, constantemente em conflito com outros povos isolados da região, conhecidos por eles como "Jaminawá". A notícia apresenta ainda um relato do sertanista José Carlos dos Reis Meireles, que em 1984 preparou um relatório sobre os povos indígenas isolados e as guerras que ocorrem na região.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.