VOLTAR

Índios ameaçam transmissores

Jornal de Brasília-DF
06 de jul de 2004

Os índios krijkatis estão de prontidão para, a qualquer momento, atearem fogo em torres de transmissão da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), que abastecem sete municípios do Sul do Maranhão. Os índios querem a regularização do pagamento dos professores que dão aula nas aldeias, a pavimentação da MA-280, principal via de acesso à reserva e a isenção no pagamento de energia. Segundo informações extra-oficiais uma comissão, composta por representantes do Governo do Estado e da Funai, estaria no local tentando negociar com os índios.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.