VOLTAR

Indígenas participam de campanha pela vida e contra a impunidade

Site da Funai
16 de abr de 2003

A campanha "Nós existimos", lançada em Roraima tem a participação Conselho Indígena de Roraima (CIR) e pretende formar uma aliança dos oprimidos contra as injustiças. Segundo o manifesto lançado na semana passada, povos indígenas, trabalhadores do campo e da cidade, querem reverter o quadro de exclusão social, que afirmam ser conseqüência de projetos políticos que favorecem o latifúndio, a monocultura, agridem o meio ambiente, encobrem esquemas de corrupção e negam direitos essenciais dos povos indígenas, dos trabalhadores urbanos e rurais."

O CIR faz um apelo lembrando as agressões físicas, psicológicas e culturais que os índios vêm sendo vítimas. "Convivemos com invasores e ameaças de invasão às nossas terras por latifundiários, rizicultores, garimpeiros, madeireiras e mineradoras (nacionais e multinacionais) responsáveis pela destruição do ambiente e que ameaçam a nossa sobrevivência. Quartéis (Uiramutã, Surucucus e Auaris) são construídos em nossas aldeias, nossas mulheres abusadas sexualmente, nossos irmãos assassinados e nos negam o direito à terra, garantido pela Constituição Federal, principalmente, a terra
indígena Raposa Serra do Sol. A classe política local e os meios de comunicação praticam o racismo, a discriminação, semeiam o ódio contra os indígenas e nos acusam de atrapalhar o desenvolvimento do Estado", diz o manifesto que está no site da organização indígena: www. cir.org.br.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.