VOLTAR

Indígenas levados para abrigo

A Crítica (AM) - http://www.acritica.com.br
Autor: Elaíze Farias
11 de Mar de 2010

Aproximadamente 30 indígenas foram deslocadas no final da tarde de ontem para um prédio localizado na rua Bernardo Ramos, no Centro da cidade. Eles ficarão no local durante 20 dias, segundo informações do titular da Secretaria Estadual de Povos Indígenas (Seind), Jecinaldo Cabral. Neste período, a Seind, junto com outros órgãos estaduais, vão estudar alternativas para alojar em definitivo essas famílias. Cabral explicou que o prédio para onde vão os índios foi "conseguido" pela Seind. Ele não deu mais detalhes sobre a medida.

De acordo com Cabral, o outro grupo das 79 pessoas que estavam até ontem alojadas no prédio da coordenação regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) foram para casas de parentes. As 79 pessoas faziam parte da invasão que foi desarticulada anteontem, durante operação de reintegração de posse de um terreno particular nas proximidades do bairro Parque São Pedro, na Zona Norte.

Ontem, os indígenas permaneciam na Funai. Quinze mulheres com filhos pequenos estavam na sede da Seind. Havia impasse quanto ao destino' dos indígenas. Entre as alternativas de alojamento estavam a sede da Expoagro, na avenida Torquato Tapajós, uma comunidade indígena no Ramal do Brasileiro, na Zona Leste, e a comunidade Beija-Flor, no município de Rio Preto da Eva.

A assistência aos indígenas envolve também a Secretaria Estadual de Ação Social (Seas), a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) e CDH. Um levantamento será realizado para apontar famílias que precisam receber com mais urgência auxílio-moradia - possivelmente recursos financeiros.

http://www.acritica.com.br/content/not-detail_busca.asp?materia_id=1576…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.